O que são os ensaios in situ ou de campo de um modo geral para que servem?

O que são os ensaios in situ ou de campo de um modo geral para que servem?

O que são os ensaios in situ ou de campo de um modo geral para que servem?

Entende-se por ensaios in situ ou de campo os ensaios feitos no local de construção da obra, nos solos que interessam à obra. Eles permitem obter parâmetros como a permeabilidade, a deformabilidade ou a compressibilidade e a resistência, necessários para o dimensionamento de obras de terra.

O que é um ensaio in situ?

Os ensaios in situ são ferramentas fulcrais, especialmente na prospeção geotécnica dos maciços, uma vez que estes permitem avaliar in loco o comportamento mecânico das formações a estudar.

Como funciona o mecanismo de sondagem CPT?

O método de ensaio CPT consiste na utilização de um equipamento hidráulico para empurrar uma ponta do cone instrumentado para dentro do solo através de várias hastes. Ele mede continuamente a resistência necessária para penetrar no solo a uma velocidade constante de dois centímetros por segundo.

Como determinar o coeficiente de permeabilidade in situ?

Um dos métodos mais utilizados na determinação da permeabilidade in loco — também denominada in situ — é o ensaio de Lefranc. Ele pode ser executado em diversas profundidades e consiste em introduzir ou bombear água numa cavidade de forma constante.

O que é in situ na engenharia?

Em arquitetura, a expressão in situ refere-se a uma fabricação ou construção que é feita no local da construção principal, ou seja, não é umapré-fabricação de objetos.

O que é ensaio Dilatométrico?

Utilizado em mais de 40 países, o Dilatômetro de Marchetti (DMT) é uma excelente ferramenta de investigação geotécnica, especialmente para a obtenção de parâmetros de deformabilidade dos solos. O equipamento é simples e robusto e conta com vasta bibliografia publicada.

Quais são considerados ensaios in situ?

Os parâmetros geotécnicos mais correntemente objecto de estudo através dos ensaios “in situsão os relativos à caracterização da permeabilidade, da deformabilidade, de resistências e do estado de tensão “in situ”.

O que é um ensaio de campo?

Ensaios de campo foca os cuidados na programação e execução das principais investigações de campo - SPT, cone, piezocone, palheta, pressiômetro e dilatômetro; enfatizando os aspectos que exigem normalização; critérios e procedimentos; e a interpretação dos dados obtidos à luz de modelos teóricos.

Como é feito o ensaio Cptu?

ENSAIO DE CPTU O método consiste em cravar no terreno uma ponteira cônica (60° de ângulo de abertura) a uma velocidade constante de 20 mm/s. A penetração do cone é realizada com a utilização de um equipamento de cravação, devidamente ancorado no solo ou com peso de reação suficiente para a realização do ensaio.

Qual a análise dos ensaios de campo?

  • Análise dos Ensaios de Campo Este capítulo apresenta a análise dos ensaios de palheta e de piezocone assim como os parâmetros geotécnicos determinados nestes ensaios.

Qual a interpretação dos ensaios?

  • A interpretação dos ensaios baseia-se em certas hipóteses simplificativas, nomeadamente, que o escoamento é laminar (campo de aplicação da lei de Darcy), que o meio é isotrópico e homogéneo e que o regime de escoamento é permanente.

Quais são os ensaios de Engenharia?

  • GEOLOGIA DE ENGENHARIA 7.6 ENSAIOS IN SITU Em regra, estes ensaios vão sendo realizados à medida que o furo vai prosseguindo, em trechos de comprimento variável conforme a permeabilidade do maciço e a capacidade da bomba de injecção, mas mais vulgarmente em trechos com 5 m ou 3 m de comprimento.

Postagens relacionadas: