O que significa a expressão última flor do Lácio inculta e bela?

O que significa a expressão última flor do Lácio inculta e bela?

O que significa a expressão última flor do Lácio inculta e bela?

Refere-se ao fato de a língua portuguesa ser a última língua neolatina formada a partir do latim vulgar – falado pelos soldados da região italiana do Lácio. “Última flor do Lácio, inculta e bela.

Qual é a relação subjetiva entre o idioma novo é o cheiro das virgens selvas?

Ao fazer uso da expressão “O teu aroma/ de virgens cegas e oceano largo”, o autor aponta a relação subjetiva entre o idioma novo, recém-criado, e o “cheiro agradável das virgens selvas”, caracterizando as florestas brasileiras ainda não exploradas pelo homem branco.

Por que o poeta chama a língua portuguesa de flor do Lácio?

b) Por que o poema chama a língua portuguesa de flor do Lácio? Porque é um produto excepcionalmente bom, bonito (como uma flor) da língua que se falava no Lácio; porque é uma língua tão bela quanto uma flor que tem sua origem no latim, língua falada no Lácio.

Por que o poema chama a língua portuguesa de flor do Lácio?

b) Por que o poema chama a língua portuguesa de flor do Lácio? Porque é um produto excepcionalmente bom, bonito (como uma flor) da língua que se falava no Lácio; porque é uma língua tão bela quanto uma flor que tem sua origem no latim, língua falada no Lácio.

Em que dá voz materna ouvi meu filho e em que Camões chorou no exílio amargo O gênio sem ventura E o amor sem brilho?

Amo-te, ó rude e doloroso idioma, em que da voz materna ouvi: "meu filho!", E em que Camões chorou, no exílio amargo, O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

Postagens relacionadas: