Para que serve a crença?

Para que serve a crença?

Para que serve a crença?

Tanto no sentido pessoal como religioso, nossas crenças servem como critério de avaliação, no sentido de que julgamos ou avaliamos tudo aquilo que nos rodeia a partir de um critério estabelecido por nossas convicções. Na linguagem cotidiana se diz que algo vai contra nossas crenças quando sentimos rejeição a isso.

Qual a origem dessas crenças?

  • São as crenças criadas a partir da experiência individual. Elas têm origem hereditária, mas se tornam verdades pelas experiências. Se você foi mandado embora ou não passou no vestibular, pode desenvolver a crença de que não é capaz. Se terminaram o namoro com você, pode acreditar que nunca ninguém vai gostar de você.

Quais são as crenças pessoais?

  • Crenças pessoais. São as crenças criadas a partir da experiência individual. Elas têm origem hereditária, mas se tornam verdades pelas experiências. Se você foi mandado embora ou não passou no vestibular, pode desenvolver a crença de que não é capaz.

Quais são as crenças centrais?

  • As crenças centrais (ou nucleares) são entendimentos que as pessoas têm de si mesmas, sobre o mundo e sobre os outros, tão fundamentais e profundamente enraizados na psique que com pouquíssima frequência são questionados — isto é, são tomados como verdades absolutas.

Por que as crenças são representadas?

  • As crenças são representadas por todas as ideias que você viu, ouviu ou concluiu e acabaram se tornando uma verdade absoluta na sua vida. Tudo o que os indivíduos fazem — a forma como eles pensam, sentem e agem — é resultado de suas crenças, e é justamente por isso que muitas pessoas agem de formas diferentes em situações idênticas.

Postagens relacionadas: